Bohemia apresenta novas cervejas inspirada nos sabores do Brasil



Da união de cultura cervejeira com sabores genuinamente brasileiros, chega ao mercado nos próximos dias a nova linha de cervejas da Cervejaria Bohemia. Disponíveis inicialmente na versão draft, os produtos combinam ingredientes típicos do Brasil em alguns dos estilos de cerveja mais apreciados do mundo e consolidam a nova fase da Cervejaria. As novidades são uma India Pale Ale, uma Witbier e uma Belgian Blond Ale combinadas com sabores especiais de frutas e especiarias, que resultaram em uma linha criativa e autêntica. Os líquidos foram criados pela mestre cervejeira Daniela Dezordi com a colaboração de Felipe Bronze, um dos principais chefs do Brasil, e reconhecidamente especialista em sabores da nossa terra.

A dupla viajou por algumas das principais cervejarias do mundo e diferentes regiões do Brasil testando sabores e combinações inusitadas. Daniela Dezordi apresentou ao chef o universo cervejeiro ao mesmo tempo em que Bronze emprestou seu conhecimento gastronômico para, juntos, criarem os novas cervejas que receberam nomes que traduzem a proposta da linha: brasilidade, criatividade e sabores brasileiros.



Tradicional cerveja de trigo belga, de cor clara e aparência turva, a witbier Bela Rosa traz uma pitada de brasilidade, a pimenta rosa. Seu sabor traz a refrescância dos aromas cítricos da laranja e do limão e herbais, além de um leve toque de coentro. É uma deliciosa e refrescante combinação, de corpo médio e muito fácil de beber. A cerveja acompanha peixes, frutos do mar, saladas leves e frango, além de queijos suaves como brie e camembert.


De coloração acobreada e límpida, a Japutiba é uma legítima representante do apreciado estilo IPA com a adição de um ingrediente especial: a jabuticaba. Encorpada, com forte sabor de lúpulo e amargor equilibrado, a cerveja tem 6,5% de teor alcoólico. Acompanha muito bem pratos fortes como mariscos e carne vermelha, queijo ricos em aroma como gorgonzola e cheddar e pratos picantes como a culinária mexicana.


Encorpada e de cor dourada, a Caá-Yari possui aroma com notas de especiarias e erva mate, contribuindo para um amargor diferenciado. O sabor maltado e o teor alcoólico dessa Belgian Blonde Ale harmonizam com pratos condimentados, mexilhões e moules frites (tradicional da culinária belga), além de queijos fortes.


“Vamos explorar nossa autenticidade por meio de uma linha de cervejas especiais que une alguns dos melhores estilos cervejeiros do mundo com sabores brasileiros inusitados resultando em uma combinação muito interessante” comenta Daniela Dezordi.

Fonte: Cervejaria Bohemia

Australiano estaciona avião em bar para tomar cerveja



Um homem de 37 anos foi multado nesta terça-feira (18) em 5 mil dólares australianos (R$ 11,4 mil), além de ter que pagar as custas processuais e o guincho, após ser flagrado dirigindo seu pequeno avião por uma rua de Newman, na Austrália. Após circular por ruas locais, o australiano Anthony Philip Whiteway parou a aeronave na frente de um bar e, em seguida, entrou no local para tomar cerveja. O incidente ocorreu no dia 31 de outubro.



Durante o julgamento, ele se declarou culpado de colocar a vida de outras pessoas em risco. Moradores de Newman, no estado da Austrália Ocidental, ficaram surpresos quando viram a aeronave Beechcraft de dois lugares, sem asas, andando pela rua principal da cidade mineira na região de Pilbara, antes de parar perto do bar.
Embora o incidente tenha virado motivo de risadas na cidade na ocasião, a polícia não achou nada engraçado e decidiu interrogar Whiteway. "Foi uma coisa muito estúpida de se fazer", disse Mark McKenzie, sargento da polícia de Newman.
"As crianças estavam voltando para casa da escola", afirmou McKenzie, acrescentando que alguém poderia ter se machucado. "As pessoas pensam que foi uma boa piada, mas foi muito perigoso e não estamos muito felizes com isso".
Fonte: G1

Guinness lança edição de luxo limitada


Os executivos da Diageo divulgaram a a sua primeira cerveja de uma linha de "cervejas edição de luxo limitada", a Guinness The 1759


A convergência de várias tendências de mercado, ou seja, a crescente demanda por cervejas premium, o aumento do consumo em ambientes de restaurantes finos foram os motivos para apostar nesse noco rótulo. 


A Guinness The 1759, é uma  Amber Ale, que possui 9% ABV e foi inspirada em uma receita de 200 anos de idade. Essa belezinha utiliza uma mistura de malte da cerveja tradicional e malte whisky, juntamente com o fermento Guinness usado por mais 125 pela cervejaria.


Seu preço é de luxo, uma garrafa de 720ml será vendida por US$ 34.99. A Guinness irá produzir apenas 90 mil garrafas desse rótulode luxo para ser vendido em lojas de varejo, bares e restaurantes a partir no início de novembro. "Vamos prepará-la apenas uma vez e, basicamente, jogar fora a receita depois", disse Campbell. Pelo visto será uma cerveja para poucos.

Fonte: cnbc

Conheça o cachorro que busca cerveja para seu dono



Sem dúvida o melhor amigo do homem. O cão chamado Bandit mostrou por que é o melhor amigo de seu dono, o australiano Josh Ace. O cachorro ganhou destaque no YouTube por abrir a geladeira e buscar cerveja para Ace. 


A gravação alcançou mais de 50 mil visualizações. Confira:





Fonte: G1

Bodebrown lança segunda cerveja da série envelhecida



A segunda cerveja da série Wood Aged da Bodebrown, que traz versões envelhecidas em madeira e com grande potencial de guarda, chega ao mercado em dezembro. Trata-se da Wee Heavy Wood Aged Series, uma edição comemorativa da primeira cerveja produzida pela fábrica curitibana. A pré-venda poderá ser realizada a partir desta segunda-feira (4/11) pelo site da fábrica (www.bodebrown.com.br). A Wee Heavy completa cinco anos de lançamento. Nesta edição limitada, ela passou seis meses em dornas de madeira nacional Amburana, da cachaçaria gaúcha Weber Haus. Serão apenas três mil garrafas, safradas e numeradas, criando um item de colecionador ideal como presente de Natal.
 
“Unimos a alma de uma cerveja tradicional da Escócia, com malte daquele país do tipo Peat, ao envelhecimento em madeira brasileira, utilizando uma dorna (espécie de barrica com capacidade para 750 litros) de cachaça”, explica o cervejeiro Samuel Cavalcanti, que fundou a empresa ao lado do irmão, Paulo. A Wee Heavy, além de ser a primeira cerveja da Bodebrown, foi pioneira do gênero no Brasil ao introduzir o estilo escocês. Esta cerveja já foi exportada para Canadá, França e Austrália, e ganhou diversos prêmios, incluindo duas medalhas de ouro no Mondial de La Bière no Canadá, em 2011 e 1012.
 
A Wee Heavy leva sete maltes em sua produção, com destaque ao peat-smoked, estilo turfado de malte. Ela ganha também uma levedura tradicional da Escócia, produzida na Califórnia. A cerveja de coloração rubi e fermentação lenta apresenta notas de cereja, frutas vermelhas, especiarias, tâmaras, ameixas e uvas passas. A levedura escocesa combinada com o aroma particular da madeira Amburana, utilizada anteriormente pela cachaça Weber Haus, cria um sabor único. “Esta produção envelhecida renova a experiência sensorial da cerveja com uma viagem por sabores dos dois países”, resume Cavalcanti.

Ao passar pelo processo de envelhecimento nas dornas de Amburana, de 750 ml, a nova versão da cerveja ganha grande potencial para ser guardada e degustada anos depois. “Terá facilmente uma validade de mais de 10 anos, sendo seu consumo ideal a partir de 2018”, informa Cavalcanti. “Por causa do envelhecimento, ela ganha novas propriedades, que modificam o sabor ao longo dos anos, enriquecendo o paladar”.
 
Este potencial de guarda, característica bem conhecida no mundo dos vinhos, é inovador e amplia a capacidade sensorial da cerveja. A edição especial, safrada e com garrafas numeradas, marca a exclusividade da Wee Heavy Wood Aged Series. Ela poderá ser comprada nas condições de Colecionador e Taça Thistle, tradicional taça escocesa. “Esse mercado de colecionadores de cerveja que vêm surgindo revela o potencial das artesanais”, afirma Cavalcanti.
 
SÉRIE ENVELHECIDA
 

A primeira cerveja da série envelhecida em madeira da Bodebrown foi a Double Perigosa Wood Age Series Cabernet Sauvignon 2014. Lançada no mês passado, vendeu toda sua produção de três mil garrafas em poucas semanas. Em sua fase final de elaboração, passou por quatro meses de fermentação e nove em barricas de carvalho francês, utilizadas anteriormente por vinhos da Serra Gaúcha. As cervejas desta série foram criadas pensando num consumo “sem pressa”, como conclui Cavalcanti. “São bebidas que podem ser apreciadas daqui a cinco, dez anos, bastando serem armazenadas em adega, a 12 graus centígrados”, explica. “O ideal é comprar três: uma para se beber este ano, outra em 2019 e a terceira lá em 2024. São cervejas complexas e estruturadas, que vão ganhando sabor com o tempo”.

Fonte: FC Comunicação | Assessoria de Imprensa

Conheça a Cacildis, a nova cerveja do Mussum



A nova Cacildis chega para se juntar à Biritis e realizar um grande desejo da "família Mussum": levar a todos uma cerveja genuinamente diferenciada, feita artesanalmente, e ao mesmo tempo democrática.


Uma Pilsen especial, elaborada com 3 tipos de maltes e 4 tipos de lúpulos para um sabor único e uma qualidade à altura do homenageado. Dourada e refrescante da primeira à última beiçadis e criada pra te fazer sorrir, como o Mussum tantas e tantas vezes fez.


Deu sêdis?? Está à venda a partir de AGORA na nossa loja oficial aqui: http://goo.gl/MCn3TW , se pirulita pra lá! E a partir da próxima semana você encontra a Cacildis™ nos pontos de vendis!!

Ambev inova e lança a Skol Beats Senses



Chega ao mercado esta semana a Skol Beats Senses, uma bebida especialmente desenvolvida para quem busca novidades e novas experiências no universo da noite.  De paladar agradável, suave e refrescante, de acordo com a cervejaria, a Senses é a primeira e única bebida a base de cerveja que pode ser consumida com gelo, o que faz com que seja caracterizada como um líquido ainda mais exclusivo e versátil.


Skol Beats Senses junta-se à Skol Beats e Skol Beats Extreme e, seguindo a linha inovadora do portfólio Skol Beats, traz tanto em seu  líquido como em sua embalagem a atitude e modernidade da linha.


A garrafa tem design moderno de Skol Beats – com corpo em “S” – e cor azul surpreendente. “Sua cor a diferencia totalmente do que há no mercado e desperta às sensações e experiências que queremos proporcionar com o produto”, conta Taciana Ávila, gerente de portfólio de Skol. O produto chega às gôndolas e às casas noturnas de todo Brasil nas versões long neck (330 ml) e lata (269 ml).

Para anunciar o lançamento, vai ao ar a maior campanha já criada pela marca, que contempla filme gravado totalmente embaixo d´água, além de ações digitais inovadoras. 


Para saber mais sobre a Skol Beats acompanhe:
Site oficial: www.skolbeats.com.br
Twitter: @skolbeats
Instagram: @skolbeats

Fonte: ad2m

Embalagem de cerveja inspirada na escala Pantone



“Beers Colors”
 é um projeto criado pela agência espanhola Txaber que classificou as cores de diversas estilos de cervejas seguindo as cores da escala Pantone.


E para isso, foram desenvolvidas embalagens especiais com as cores presentes na escala e correspondentes as cores de cada bebida. 
Por exemplo, se você quer saber a cor da cerveja Imperial Stout, basta ver que ela representa a cor preta 426 C.
Destaque para a fonte usada, chamada Hipstelvetica Font Family, que dá uma sensação de visão dupla, um dos sintomas de quem exagera na bebida. 
Abaixo você confere o resultado do projeto:





Fonte: comunicadores

Conheça o app que convida seus amigos para tomar uma cerveja


Desenvolvedores brasileiros criaram um aplicativo que tem só uma funcionalidade: chamar amigos para tomar uma cerveja. Chamado de Breja?!, o app é o mais simples possível. Ele manda apenas uma única de mensagem (“breja?!”) para o contato que o usuário escolher. Depois, a pessoa do outro lado recebe uma notificação e ouve o som de uma voz engraçada dizendo: “breja?!”.


O aplicativo foi inspirado no Yo, um outro programa que também manda apenas uma mensagem de “oi” (yo, em inglês) para os contatos. Em julho, o Yo atingiu a marca de mais de 2,2 milhões de usuários. No caso dele, a ideia é avisar o amigo de que o usuário está tentando falar com ele. O Breja?! usa o mesmo conceito, mas tem uma função mais específica de chamar as pessoas para se Lançado na terça-feira, 18, o Breja?! funciona apenas entre os amigos que têm o aplicativo, disponível apenas para iOS. Uma vez instalado, ele busca na lista de contatos as pessoas que também têm o app. A partir daí é possível escolher para quem o usuário quer mandar o recado. Quem recebe a mensagem pode responder com a mesma expressão. Mas para marcar horário e local do bar de verdade é preciso telefonar ou mandar uma mensagem para a pessoa por outros meios.

Os desenvolvedores dizem que, entre eles, muitas vezes o app é usado como brincadeira, para expressar um sentimento, quando dá vontade de ir para o bar, mas não é possível se encontrar (por exemplo, na hora do trabalho).
O app é gratuito e está disponível na App Store. Ele é compatível com dispositivos da Apple com iOS 7.1 ou superior.

Fonte: Infoabril

Brasil sediará pela primeira vez o Belgian Beer Weekend



O Brasil sediará pela primeira vez, no Rio de Janeiro, de 27 a 30 de novembro, no Centro de Convenções Sul América (Cidade Nova), o Belgian Beer Weekend Rio, um dos maiores eventos de cervejas belgas do mundo. Assim como acontece há 16 anos em Bruxelas, o evento - uma parceria com o governo da Bélgica - reunirá cerca de 40 cervejarias de diversas regiões, que apresentarão mais de 200 rótulos, muitos deles inéditos no Brasil, além de promover negócios, cultura, workshops e oferecer o melhor da gastronomia belga. 


Realizado há 16 anos na Grand Place, em Bruxelas, o Belgian Beer Weekend atrai anualmente cerca de 40 mil pessoas do mundo inteiro em busca de novidades do setor cervejeiro e novos sabores. Por isso, o idealizador Xavier Belga, conhecido como “o embaixador das cervejas belgas no Brasil”, espera um público de 25 mil pessoas, do Brasil e do exterior. “O perfil dos frequentadores em Bruxelas é de apreciadores de cervejas belgas, gente que está sempre em busca de novidades. 


Com o atrativo extra do Rio de Janeiro, acho que muitos amantes da cerveja da América Latina virão aqui também”, afirma ele. A Fobe Eventos, realizadora, reservou uma área de cinco mil metros quadrados de ambiente refrigerado no Centro de Convenções Sul América. As cervejarias terão estandes próprios e servirão generosas doses em copos de vidro a preços acessíveis a todos os bolsos. Entre elas, a Trignac de Vanhonsebrouck , com 12% de teor alcoólico, tripel envelecida em barril de conhaque. Para os amantes de vinhos, a pedida é a Alvinne Undressed, 6,9% de teor alcoólico, Vlaams bruin, envelhecida em barril de carvalho de Bordeaux. Parece um vinho. Já a T Gaverkopke trará sua Den Twaalf on tap Strong Dark Ale, com 12% de teor alcoólico. Enxaguadores de copos serão estrategicamente localizados em todo o ambiente. 


A Praça de Alimentação oferecerá harmonização de pratos à base de cerveja da popular comida belga, como os famosos moules e frites (mexilhões marinados na cerveja e a famosa frita belga, Brusselse waflel típico de Bruxelas, cuja massa leva cerveja) e Waflel de Liège, pizza com massa à base de cerveja , picadinho de carne cozido na cerveja, além de cinco tipos dos deliciosos croquetes de queijo com cerveja. Muitas novidades serão servidas nos food trucks, ou caminhões de comida. O bistrô servirá os pratos mais tradicionais de Bruxelas, entre eles moules e frites (mexilhões cozidos na cerveja com batatas fritas), Vlaams Stoofvlees (carne cozida por quatro horas na cerveja belga), Steak com molho de cerveja belga, vol-au-vent, todos acompanhados de fritas e uma cerveja. Claro, a sobremesa será preparada com o maravilhoso chocolate belga Callebaut, que apresentará cinco sobremesas no festival. 


Quem preferir fazer uma viagem completa pela gastronomia belga em ambiente exclusivo poderá fazer reserva na Brasserie do menu degustação, com entrada, prato principal e sobremesa, harmonizados com cerveja. Chefs belgas comandarão a cozinha. Em três auditórios, o público poderá participar de palestras e workshops com chefs de cozinha, cervejeiros, especialistas, escritores e proprietários de cervejarias, todos belgas, sobre harmonização, receitas de pratos preparados com cerveja, além de se aprofundarem na cultura e culinária belga. Um chef brasileiro ‘estrelado’ e um especialista em coquetéis à base de cerveja também estarão no programa. Produtos belgas como biscoitos, chocolates, cervejas e souvernir serão vendidos na loja do evento. 

No primeiro dia (27/11), a partir das 14h, profissionais do setor, convidados do Sindicato de Bares e Restaurantes do Rio de Janeiro (SindRio), participarão de um encontro de negócios, onde terão contato direto com os proprietários das cervejarias participantes, degustarão cervejas e poderão fechar parcerias e encomendas. Às 17h os portões são abertos ao público. 

Serviço Belgian Beer Weekend Rio 
facebook/belgianbeerweekendrio www.belgianbeerweekend.com.br 
Compras pelo Ingresso Rápido.com.br 
De 27 a 30 de novembro Quinta (27) das 17h às 23h. 
Das 14h às 17h o evento será fechado ao público, aberto somente para empresários do setor, compradores, representantes e importadores. 
Sexta (28) das 14h às 23h. Sábado (29) das 11h às 23h. 
Domingo (30) das 11h às 22h. 
Informações para a imprensa: Mediação Produções e Comunicação 
Paula Guatimosim (21) 99609-5417 (Vivo) / 98534-3453 (Oi) / 2552-0409

Fonte: Mediação Produções e Comunicação