A cerveja sem álcool tem benefícios para os corredores




Já sabemos que uma alimentação saudável ajuda a ficar em paz com a balança e promove a boa saúde. Muitos especialistas apontam os fenóis como potentes antioxidantes e com propriedades antiinflamatórias. De fato, muitos nutricionistas prescrevem suplementos e alimentos ricos em polifenóis, justamente para prevenir o aparecimento de aterosclerose (acúmulo de gordura nas artérias do coração), câncer e diabetes.



Um fato que considero curioso: bebidas alcoólicas contém diversos compostos não alcoólicos com propriedades extremamente saudáveis.  Por exemplo, foram identificados mais de 50 tipos diferentes de polifenóis na cerveja. Alto lá! Não estou recomendando o consumo de bebidas alcoólicas.


Um recente estudo¹ conduzido por pesquisadores alemães (por razões óbvias) investigou se a ingestão de cerveja sem álcool por 3 semanas antes e duas após a Maratona de Munique ajudaria a reduzir todo o processo inflamatório e a incidência de doenças do trato respiratório que comumente ocorrem após uma prova tão extenuante. Um grupo de 58 corredores do sexo masculino que não tomavam nenhum tipo de medicamento foi instruído a ingerir entre 1 e 1,5 litro de cerveja sem álcool por dia. Um outro grupo de maratonistas (63) ingeriu uma bebida com os mesmos ingredientes da cerva sem álcool, exceto os polifenóis. Os resultados?


Como podemos visualizar no gráfico acima, o nível de inflamação imediatamente após o término da maratona foi bem inferior para o grupo que ingeriu a cerveja sem álcool por três semanas antes da Maratona de Munique. Outro resultado impressionante: o número de participantes que ficaram doentes após os 42km foi praticamente O DOBRO (100% maior) entre aqueles que NÃO ingeriram a cerveja sem álcool, rica em polifenóis. Houve algum efeito negativo? Apenas no grupo controle, com cerca de 3% dos participantes do estudo relatando problemas de ordem gastrointestinal.


A conclusão da pesquisa? O consumo de cerveja sem álcool (rica em polifenóis) nas três semanas que antecedem e também duas após a maratona ajuda a reduzir a inflamação pós-prova e também diminue o risco de ficar doente. Em outras palavras, cerveja faz bem para o maratonista. Mas atenção: desde que seja sem álcool!


1-    Scherr, J.; et. all. (2012). Nonalcoholic Beer Reduces Inflammation and Incidence of Respiratory Tract Illness. Medicine and Science in Sports & Exercise, Vol.44, No. 1, p.18-26.


Fonte: Veja

Nenhum comentário:

Postar um comentário